ANÚNCIOS

DATA

Campo Grande (MS),

COXIM| Prefeitura de Coxim está providenciando o fechamento do lixão


                                            

Por determinação da 2a Promotoria de Justiça de Coxim, a Prefeitura de Coxim está providenciando o fechamento do lixão de Coxim. O prazo final é 1º de janeiro de 2020. Trata-se de processo complexo, mas já em andamento desde 2017.


Há 20 anos, todo o lixo gerado em Coxim é jogado no lixão de forma irregular, a céu aberto na área de 7,8 hectares, à margem da BR-163, prejudicando o meio ambiente. Atualmente, a população de Coxim produz cerca de 50 toneladas de lixo por dia.

Há mais de 15 anos o Ministério Público de Mato Grosso do Sul vem cobrando providências ao Município, pois não havia qualquer controle sobre os resíduos depositados no lixão.

Em 2006, foram ajuizadas ações pelo Ministério Público Estadual visando a solução do problema. Tais processos resultaram na aplicação de multas de mais de R$ 10 milhões (dez milhões de reais) ao município.

Em 2017 o atual prefeito, Aluizio São José, foi convocado pela Promotoria de Justiça a dialogar e enfrentar o imenso desafio de adequar o município à Política Nacional de Resíduos Sólidos, sob pena de mais multas e penalidades

Para resolver em definitivo o problema do fechamento do lixão em Coxim, em 27 de novembro de 2017, o prefeito Aluizio São José firmou um acordo judicial com o Ministério Público de Mato Grosso do Sul, implantando o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Com o acordo, as ações judiciais e as multas aplicadas ao município foram suspensas.

O documento determina uma série de ações e procedimentos técnicos e administrativos que envolvem melhorias no processo de coleta, transporte, disposição e destinação ambientalmente correta dos resíduos sólidos gerados por cidadãos em suas residências, locais de trabalho, instituições, indústrias e estabelecimentos em geral.

Uma condição para que o Plano seja posto em prática é a reformulação da Taxa de Coleta, Transporte, Tratamento e Destinação Final de Resíduos Sólidos (TRS), conhecida como Taxa do Lixo.

A Taxa do Lixo continua sendo cobrada na fatura de água e irá para o Fundo Municipal dos Resíduos Sólidos, administrado pela Prefeitura e fiscalizado pelo Ministério Público.

Com esses recursos, a Prefeitura de Coxim deverá:
- Controlar o acesso ao lixão e o despejo de materiais gradativamente, até o seu fechamento definitivo em 1º de janeiro de 2020;
- Implantar a coleta seletiva na cidade;
- Adquirir novos caminhões de coleta;
- Organizar os catadores de recicláveis em uma associação e proporcionar condições dignas de trabalho;
- Construir uma unidade de separação de resíduos (UTR) onde os catadores irão trabalhar;
- Construir uma unidade de transbordo e de compostagem;
- Transportar o lixo para um aterro sanitário em outra cidade.

Dessa forma, a Prefeitura espera resolver um problema que se arrasta há 20 anos. Para isso, precisa contar com o apoio da população para a cidade seja mais limpa e organizada, com melhor qualidade de vida, garantindo às gerações futuras seu direito a um ambiente protegido e preservado .

Mais informações podem ser obtidas na Gerência de Receita e Tributos do Município, em novo endereço, na rua Filinto Muller, número 1020, no centro de Coxim, em dias úteis, das 8h às 11h e das 13h às 16h.