ANÚNCIOS

DATA

SONORA (MS),

Enelto Ramos herda mais de R$ 4 milhões em dividas da gestão anterior, numeros relatados em contas prestadas a população sonorense


Segundo sua assessoria contábil Ramos herdou uma dívida de R$ 4.037.099,92 (quatro milhões trinta e sete mil noventa e nove reais e noventa e dois centavos).



Ao assumir administração do município o Prefeito Enelto Ramos da Silva (PMDB) ficou surpreso ao tomar conhecimento da real situação financeira do município. Segundo sua assessoria contábil Ramos herdou uma dívida de R$ 4.037.099,92 (quatro milhões trinta e sete mil noventa e nove reais e noventa e dois centavos).

BALANÇO DA DÍVIDA

Restos a pagar processados (Produtos entregues e serviços executados e  não pagos R$ 126 199 44. Despesa com obrigação patronal do FUNPREV, referente aos meses novembro, dezembro e 13º salário e não pagos  R$ 419.815,92. Despesa com obrigação patronal ao INSS, referente aos meses de  agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro, 13º salário e não pagos  R$ 552 152,56. Folha de pagamento não paga em 2016 R$  871.467,41. Restos a pagar não processados, despesas empenhadas e contratadas e não pagas  R$ 784.147,10. Dívida Fundada – INSS, FUNPREV e IBAMA R$ 494.543,26. Consignações retidas na folha de pagamento R$ 788.774,23
TOTAL    4.037.099,92

O prefeito relata que a posição da dívida pública deixada pela gestão passada  exige da atual  administração municipal adoção de medidas consideradas amargas, porem necessárias afim de não comprometer o programa de desenvolvimento que anunciou durante a campanha política para o município. O  gestor passado divulgou que estava deixando  no caixa da prefeitura o valor de R$ 1.291.616.63 desse valor somente R$ 135.472.37 estava disponível para pagamento da folha dos servidores do mês  de dezembro 2016  o restante de R$ 1.156.144.26, não pode ser gastos porque já estão  vinculados.“Dinheiro insuficiente para honrar os inúmeros compromissos que foram assumidos pela administração anterio. Sem deixar de reafirmar o compromisso de ser transparente, honesto com mais informações que iremos prestar a comunidade sonorense.  ” frisou o prefeito.

Por falta de dinheiro, conforme destacou o prefeito, em algumas escolas da Rede Municipal de Ensino o início do ano letivo não será conforme ele esperava. O mesmo acontece na área da saúde. Menciona ainda que a frota de veículos está comprometida uma vez que 80% dos veículos estão fora das condições de uso. “Vamos superar todos os desafios trabalhando diuturnamente até colocarmos a casa em ordem”, assegurou o prefeito.

“Sonho com uma Sonora melhor, que seja boa para todos, que faça despertar nas pessoas o sentimento de gratidão”, declarou Enelto, esperando contar com o apoio administrativo do governador Reinaldo Azambuja, realçando que o deputado Jr. Mochi tem dado a ele todo o suporte necessário. Em nível de bancada federal, a administração de Sonora conta com a atuação dos deputados Elizeu Dionízio (PSDB) e Carlos Marun (PMDB), além dos senadores peemedebistas Waldemir Moka e Simone Tebet.

FOLHA SALARIAL

Conforme compromisso assumido com a população sonorense, em especial com o funcionalismo municipal, o prefeito peemedebista, apesar dos problemas encontrados, realizou na última quarta-feira (11), o pagamento integral da folha salarial do mês de dezembro de 2016. Enelto pediu desculpas a todos os servidores pelo transtorno causado no atraso dos salários. Desde sua posse, no dia 1º de janeiro, priorizou os recursos da prefeitura para pagar o salário atrasado, pois é uma obrigação de qualquer gestor manter o salário do servidor em dia.



AlertaSonora: Grupo WhatsApp